Pular para o conteúdo principal

Postagens

Melhores 2018 pela Saco de Vacilo

Nunca fomos de fazer essas listas de melhores do ano, sei lá não fazia parte do nosso perfil. Porém, ao analisar algumas listas que já saíram esse ano percebemos a quantidade de bostas que os críticos de músicas vem indicando.
Com toda certeza, como diz um amigo nosso, Guilherme “Chapado” (Sweet Suburbia), nosso gosto musical é melhor que o de vocês. 
Então é isso, como de praxe quando não nos sentimos representados por algo vamos lá e fazemos.
Seguem a lista dos 05 melhores lançamentos de 2018 e em seguida os 05 melhores shows de cada um da Saco de Vacilo. 
Compareçam aos shows e busquem as músicas ai pra ver se comungam com nossos gostos. 

Lançamentos 2018:

Rodrigo Avast

Antiporcos - "Contra o genocídio do povo negro" (EP)
Gravado em casa à vontade entre amigos, de forma despojada, certeira e autêntica. De verdade. Punk  raivoso de bom gosto e levado a sério como há muito não se vê por aqui por essas bandas. O lançamento mais nervoso e enérgico da banda… logo, o melhor.

Buster - &q…
Postagens recentes

SdV Reviews: Festival de Verão 1º dia

Salvador, Bahia, 2018. Em tempos de governo de ultradireita, e ao mesmo tempo neoliberal, em meio a um verão extremamente quente e chuvoso, a capital da Bahia - quase um reduto socialista dentro do Brasil - recebeu o melhor line up de festival dos últimos tempos na minha opinião.

Festival começou cedo e não deu pra pegar o show de Rael. Pegamos o começo do show de Anitta. Ela mandou seus hits, sempre na postura, em boa forma, deixando os fãs satisfeitos. Em alguns momentos o funk tomava conta e o batidão botava todo mundo pra mexer. A produção perfeita. O som batendo em todas as frequências. O dia prometia.

Depois dela veio Natiruts. Introduziram o show com um vassi e logo depois caíram no reggae. Com muita humildade o vocalista pediu pra todo mundo levantar as mãos em prol das pessoas que não podiam estar ali. Toda a fonte nova fez aquela “genki dama” e começaram jogar fumaça pro ar. Show impecável.

Em seguida veio Nação Zumbi. Primeira vez no Festival de Verão chegaram também no vassi,…

Sdv Reviews: Lançamento EP "Guerrilha" - Gorinez

É com enorme satisfação que a Saco de Vacilo trás pra vocês 03 pedradas do rapper Gorinez. Em tempos de "Gamelife", Gorinez simboliza a essência do rep, àquele rep rua...

03 faixas, 03 pedradas representando Pojuca Crew e todo ódio do hardcore, porém em forma de rimas ácidas, assim é o EP Guerrilha do rapper Gorinez.

O EP começa com uma rajada na cara de Bolsonaro, uma diss muito mais relevante que essas diss que temos por ai de mcs querendo vestir os panos mais caros que os outros. Gorinez resgata a essência do rep clássico, rep de protesto sim, pois por mais que certos rappers façam chacotas por ai de quem está no front, essa é a raiz do rep: Protesto.

Seguindo com um batidão que dá nome ao EP, "Guerrilha" se encaixa em qualquer balada, mas se prestar atenção a letra verá que se trata de mais linhas sobre insurgência, antifascismo e resistência.

Voltando pra um beat mais denso, arrastado, Gorinez finaliza o EP com "Soma, Sentimento e Sinceridade". Ness…

SdV reviews: Salvador Sessions - Repetentes (AM) em Salcity

"Quinta feira e show no Buk, hummm...vai ser vazio viu...". Quem pensou isso não sabe a força do hardcore soteropolitano! O bagulho já virou por aqui e você está moscando dinho, a cena tá forte e unida.
Márcio Matos (Buk Porão) e a banda Repetentes (AM) organizaram essa Gig, com mais duas bandas locais no intuito de dar suporte aos nortistas que estão com uma tour de ponta a ponta do país.

E foram eles mesmos, os moleques da Repetentes, que iniciaram os trabalhos. Banda com um set direto, quase que tocando uma faixa atrás da outra, powertrizão nervoso, nos remetendo aos tempos áureos do Straight Edge Hardcore e com uma empolgação foda dos integrantes. É bom quando cê vai num show e vê a banda afinzona de estar ali tocando e se divertindo. Foda!!!

Na sequência a Antiporcos sobe ao palco do Buk Porão, sua casa, para executar um set apenas com músicas próprias e que passearam por todos os EPs lançados pela banda. Destaque para nova faixa, "Uma cerveja por favor", um verd…

SdV Reviews: Saco de Vacilo Apresenta: D.E.R.(sp), Struggle Sessions (china), 288 e Aphorism

Salvador é uma história à parte a ser contada no que se diz respeito a sub-culturas. É no subterrâneo que se encontra a tal da diversidade propagada publicitariamente pela mídia. O Buk Porão é uma prova viva dessas improváveis idiossincrasias. 

Dia 27/7, o Buk abriu as portas para imigrantes transitórios; os caras do Struggle Session, banda que conta em sua formação integrantes da China e Austrália. Mas vamos pela ordem cronológica…

288, banda nova na cidade, formada com integrantes de várias outras atuantes; Asco, Motim 13, Afago, Macumba Love, e por aí vai. A noite prometia tanto, que no meado do seu curto e certeiro set - uma mistura de grind, fastcore, powerviolence, já havia quantidade suficiente de pagantes para pagar o custeio das bandas “de fora”. Ponto pra banda que estava a postos no horário marcado, e pro público que chegou em peso, a ponto de poder conferir a primeira atração local da noite.

Já de supetão, “sobe ao palco” D.E.R. Os paulistas já se consagraram como uma das mai…

SdV Entrevista: Motim 13 (Pojuca - BA)

1. Contem um pouco de como surgiu a Motim 13 e como ela chegou na atual formação.

A Motim 13 surgiu em 2010 da ideia de 4 moleques em Pojuca, uma cidade a 78 km de Salvador. Aquela velha história: Ninguém sabia tocar nada nem tinha instrumento, em meio a isto entrou mais um guitarrista porque tinha um instrumento e outro vocalista por “broderagem” mesmo. Essa formação durou 7 meses e a banda acabou. Alguns meses depois a banda voltou com outra formação. Em 2013 a banda se consolidou com 6 componentes e assim ficou por 2 anos até a saída de um dos vocalistas. Em 2015 gravamos um EP e pouco tempo depois do lançamento o baterista saiu. Resumindo, a Motim 13 agora é Léo Gorinho no vocal, Anibal guitarra, Klever baixo e Adriano na bateria.

2. Vocês são de Pojuca, interior da Bahia, e desde o surgimento de vocês conseguiram por Pojuca no mapa do rolé hardcore. Porém, talvez seja até uma má impressão, não se ver uma formação de uma cena sólida, em termos de bandas, na cidade. A que se deve iss…

SdV Entrevista: Superbad (AM)

Janeiro de 2017 passou por Salvador uns moleques loucos do Norte. Os caras resolveram pegar kms e mais kms de estrada, cruzando o país, para mostrar o que se tem bom no Norte do país. Esses caras eram os Superbads e resolvemos bater um papo com o Guitarrista/Vocal, Luciano, pra saber a quantas anda a Superbad.

1. De início, o que aconteceu com a Superbad desde a Tour que cruzou o país? Superbad: Primeiramente obrigado pelo convite mano, fiquei feliz demais por ter lembrado da gente! Então, vamos lá.. Depois da turnê ocorreram muitas mudanças na banda. Primeiro que o fundador da banda saiu, e o batera também... Problemas pessoais deles. O pensamento depois disso foi querer acabar com a banda, mas o PH me chamou pra ter uma conversar. Decidimos continuar com a banda! Eu sempre tive curiosidade dar uns gritos e tocar ao mesmo tempo. Tem um monte de banda que eu gosto que tem vocalista/guitarrista. Propagandhi, que eu conheci muito tarde, e me culpo muito por isso, é uma das. O PH, que tocava baixo…